Hospital de Santarém, sempre um passo à frente do COVID-19

A pandemia COVID-19 trouxe novas realidades e necessidades ao meio hospitalar público. No Hospital de Santarém não foi diferente…

Apesar das dificuldades orçamentais e de recursos disponíveis o HDS esteve sempre na linha da frente duma forma discreta mas eficiente, investindo o necessário para fazer frente ao COVID-19.

Desde uma urgência dedicada com uma ala de 2000 m2,  duas enfermarias dedicadas (num total de 64 camas comprometidas) e Unidade de Cuidados Intensivos dedicados (atingindo as 23 camas),  o HDS passou de uma média de 3,2 camas/100 000 habitantes (abaixo da média nacional de 4,2camas) para 12,1 camas/100 000 habitantes, tornando-se uma das mais altas de Portugal e acima da média europeia que é de 11,5 camas.

 O HDS continua a reinventar-se, promovendo a qualidade e diferenciação técnica dos seus Serviços.

Desta vez foi o Serviço de Patologia Clínica que, se organizou e garantiu a diferenciação e a qualidade dos seus profissionais, conseguindo atualmente realizar os testes de PCR para COVID-19, o que permite respostas mais rápidas, maior eficiência dos serviços dedicados ao COVID-19 e cobertura total das suas necessidades, estando preparado para eventuais novos surtos.