Ir para o conteúdo

HDS com novas especialidades e novos médicos

O Hospital Distrital de Santarém (HDS) tem novas especialidades médicas – Cirurgia Torácica, Neurorradiologia e Reumatologia – e novos médicos. No total, foram contratados 14 médicos e criadas três novas especialidades.

“A estratégia de forte aposta na diferenciação e condições de trabalho ao longo dos últimos três anos transformou o HDS num polo de atratividade para jovens médicos especialistas”, afirma o diretor clínico Paulo Sintra. A “oferta e qualidade do serviço são cada vez melhores, o que faz com que o hospital, em muitas áreas, se torne referência para todo o distrito”, remata.

Segundo o responsável, a existência da Reumatologia era um sonho antigo, cuja necessidade se acentua com o envelhecimento da população. “O HDS passa a ter uma resposta melhorada, não só no que respeita às doenças autoimunes, mas também noutro tipo de patologias, por exemplo, a osteoporose”, refere.

Por sua vez, a Cirurgia Torácica vem permitir que o HDS se torne no único hospital distrital com capacidade total de diagnóstico e tratamento do cancro do pulmão, evitando assim que os doentes do distrito tenham que se deslocar a Lisboa ou Coimbra. Esta área médica foi ainda reforçada com a contratação de uma pneumologista.

Já a contratação de dois cirurgiões a tempo inteiro tornará possível, por um lado, o ressurgimento do Serviço de Cirurgia Plástica e, por outro, permitirá uma melhor resposta em áreas como o cancro cutâneo, a oncosenologia, o linfedema dos membros superiores, o contorno corporal em doentes obesos, ou a patologia da mão e punho.

Realça-se que com a recente aquisição de um equipamento de ressonância magnética tão diferenciado, tornava-se imperativo a contratação de um neurorradiologista.

Também na Ortopedia, fortemente carenciada pelo reduzido número de médicos e elevada classe etária, foi possível acrescentar dois novos especialistas à sua equipa, um deles com diferenciação na área da coluna.

O HDS destaca como fatores de atratividade para os especialistas agora contratados, a criação do Gabinete de Investigação, com apoio logístico diferenciado a todos os profissionais internos e externos que queiram desenvolver investigação clínica, assim como uma relação de transparência e rapidez com a indústria que se concretizou num aumento de estudos realizados em cerca de 200%. A aproximação do HDS ao mundo empresarial permitiu parcerias com algumas start up da área da saúde, possibilitando aos profissionais do HDS participar em projetos que vão desde o desenvolvimento de novos dispositivos à construção de plataformas de apoio à decisão clínica.

imagem do post do HDS com novas especialidades e novos médicos